Laboratório

É inegável que, nas últimas décadas, os estudos sobre história medieval no Brasil conheceram um aumento considerável no referente ao número de teses e publicações. Tal aumento relaciona-se, entre outros fatores, com o aumento dos programas de pós-graduação em história. Todavia, apesar do maior número de mestres e doutores nesta área em nosso país, ainda é modesto o número de publicações cuja temática seja a história medieval, quando comparadas às publicações de outras especialidades da pesquisa histórica. Também é certo que, malgrado a proliferação de grupos de pesquisa em história medieval, o Brasil ainda carece de uma tradição consistente de pesquisa e, sobretudo, de formação nos estudos sobre o medievo.

O Laboratório de Ensino e Pesquisa em Medievalística (LEPEM) propõe-se a contribuir na melhoria deste quadro. A principal justificativa para a criação de mais um grupo de pesquisa em história medieval no Brasil diz respeito à crescente necessidade de formação especializada de quadros de docentes e pesquisadores com um mínimo das competências exigidas pela medievalística.

Desde sua fundação, em 2012, o LEPEM objetiva associar a pesquisa e a publicação em história medieval com uma constante oferta de atividades formadoras de medievalistas, para tanto, busca-se intercâmbios institucionais de alunos e pesquisadores, acordos internacionais, oferta de oficinas e minicursos, projetos de ensino, produção de material didático, eventos acadêmicos, etc.

Linhas de pesquisa:

  • Cristianismo, Cultura e Relações de Poder;
  • Teoria e Metodologia do Ensino de História Medieval.

Objetivos:

  • Promover a formação de pesquisadores especializados em história medieval;
  • Integrar a graduação com a pós-graduação mediante atividades de pesquisa e de capacitação;
  • Produzir material didático de referência para o ensino de história medieval;
  • Tornar pública a produção de pesquisadores e estudantes através de eventos, publicações online e impressas.
logo-lepem-2